Este edifício em Marvila insere-se num lote quadrangular com uma frente de rua extensa. O Bairro, de características muito vincadas, funde a valência industrial com duas outras, cada vez mais consolidadas: a habitacional e a cultural.

O novo edifício procura responder à identidade do conjunto edificado em que se insere, assegurando a integração entre a escala industrial dos armazéns e dos prédios de habitação, que compõem não só este arruamento como os quarteirões contíguos, contribuindo para a valorização arquitetónica, urbanística e ambiental da área. Pretende-se com este projecto chamar novos públicos para esta zona da cidade, em clara reconversão, nomeadamente com a ocupação de antigos armazéns abandonados por indústrias criativas, reforçando o seu potencial de desenvolvimento com obras que sejam catalisadoras de mudança e fixação de novos moradores.

Para isso optámos por desenhar uma fachada una, abstracta onde a leitura de vãos e pisos não tenha uma leitura imediata.

Clarificou-se a volumetria a partir de um plano único de fachada que reúne as diferentes funções: atelier e habitação, permitindo uma versatilidade de luz e sombra que beneficiam os espaços interiores.

O carácter de larga escala do edificado industrial, a vista de rio a Sul/Nascente no piso superior, a relação do edifício com o jardim a tardoz, apontam para uma organização dos espaços menos convencional e feita a partir de áreas com uma escala generosa e atravessamentos visuais que irão amplificar a construção e reforçar a ligação entre a função industrial, residencial e cultural.

This building in Marvila is part of a quadrangular plot with an extensive street frontage. The neighbourhood with distinct and noticeable characteristics, fuses industrial valence with two other increasingly consolidated: housing and cultural.

The new building seeks to respond to the identity of the constructed surroundings in which operates, ensuring the integration between industrial scale warehouses and residential buildings, which comprise not only this street layout as contiguous blocks, contributing to the architectural, urban and environmental recovery area. The aim of this project is to attracted new audiences to this area of he city, in a process of reconversion, including the occupation of old abandoned warehouses by creative industries, strengthening its development potential with works that are catalysts for change and setting new residents.

For this we have decided to draw a one, abstract facade where the reading gaps and floors do not have an immediate reading.

Clarified to volumes from a single facade plan that brings together the different functions: workshop and housing, allowing a light shade and versatility that benefit the interior spaces.

The nature of large-scale industrial buildings, the river view the South / East on the upper floor, the building's relationship to the garden masonry point to an organization of less conventional spaces and made from areas with a generous scale and visual crossings that will amplify the construction and strengthen the link between industrial function, residential and cultural.